Matt Bosher Jersey  Mensagem do sócio n.º 1

http://acmusicaxxi.com

Português (pt-PT)English (United Kingdom)
Mensagem do sócio n.º 1 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 16 Dezembro 2009 17:12

Obrigado por visitarem o nosso sítio!

Apesar do nome desta Associação sugerir uma forte ligação à vertente musical, continuamos a entender que essa é mais uma a juntar a todas as outras que, de uma forma natural e complementar, formam, alimentam e enriquecem o campo de acção desta colectividade.

Como pessoas directamente ligadas à actividade cultural soubemos, no início, que seria de todo benéfico aproveitar a experiência, formação e gostos de cada um dos nossos futuros associados. Foi também nossa intenção primeira alargar o nosso raio de acção a todo o Algarve tentando, desde logo, estabelecer laços de colaboração e parceria com associações congéneres, autarquias, delegações regionais de organismos estatais e instituições de serviço público. O facto de alguns de nós serem já reconhecidos no meio cultural da região, através das suas actividades criativas e artísticas, facilitou, agilizou e optimizou os primeiros contactos com vista à implementação e concretização dos primeiros projectos.

Tentámos também, desde logo, definir como critério estratégico de acção a forte aposta na elaboração de projectos onde um bom nível qualitativo, aliado a um grande empenhamento na sua implementação e concretização, pudesse ser um atractivo para a entrada de novos associados e servir, simultaneamente, como um cartão de visita para os nossos futuros parceiros de produção e organização.

Salientamos, nestes já ultrapassados oito anos de existência, a grande aposta na realização de actividades culturais pensadas, estruturadas e realizadas no âmbito do investimento nas faixas etárias mais reduzidas. Para tal, apoiámo-nos na experiência dos associados ligados ao ensino, tendo os mesmos planificado e realizado práticas pedagógicas consistentes e estruturantes.

Entendemos ser nas camadas mais jovens da população que deverá ser realizado o grande desafio em termos de investimento cultural. Serão eles os futuros interventores culturais e serão eles também o público que hoje - por falta de programado e estruturado investimento - não temos!

Temos ao dispor na nossa sede social uma sala de ensaio e experimentação onde vários grupos a nós associados (ligados à música coral, tradicional e de fusão) têm vindo a utilizar como laboratório criativo e de troca de saberes. Nesse sentido, é com enorme orgulho que salientamos o apoio que a direcção dá a todos os agrupamentos musicais e também a todos os artistas a nós associados na divulgação atempada e generalizada das suas produções e realizações, bem como na representação dos mesmos junto dos possíveis interessados. Convém também referir que este trabalho de apoio e inter-ajuda não pode - nem deve - ser confundido com qualquer tentativa de agenciamento cultural pois, além de não ser esse o nosso propósito nem objectivo como Associação, estamos cientes que devem ser abertas portas ao surgimento, integração e apoio a técnicos conhecedores, especializados e profissionalizados na área do agenciamento cultural.

Actualmente temos entre as nossas hostes mais de 100 associados, o que não sendo um número muito elevado, é-o em termos de potencial criador e interventivo. Percorrendo quase todas as faixas etárias temos vindo a constatar, ao longo dos últimos anos, um maior empenho por parte de associados ligados profissionalmente ou por "hobbie" às diversas vertentes culturais. Tal fenómeno faz-nos acreditar que, gradualmente, estamos a inverter - de uma vez por todas - a noção de que as colectividades servem unicamente para nos servirmos delas!

Enquanto elementos de um colectivo não sentimos ser nosso dever tomar como adquirido termos que ser nós a programar, planificar e executar, mas sim estimular e tentar criar condições para serem os nossos colegas associados a fazê-lo em conjunto connosco.

Temos vindo a lutar para que o movimento associativo seja uma realidade, combatendo as direcções unipessoais, interesses corporativos e malabarismos contabilísticos camuflados em Associações que só o são unicamente no nome. Temos plena noção que, com as solicitações, exigências, contingências e obrigações a que, cada vez mais, estas estruturas associativas estão sujeitas é difícil não ter que imprimir uma postura profissional na planificação, gestão e consecução das actividades realizadas pelas mesmas. Por isso defendemos um comportamento - o mais profissional e exigente possível - para que o nosso trabalho esteja cada vez mais associado ao sucesso e à excelência.

Paulo Cunha,

Sócio n.º 1

 
Share

Calendário de Eventos

Mês anterior Dezembro 2018 Próximo mês
Dom seg ter qua qui sex Sáb
week 48 1
week 49 2 3 4 5 6 7 8
week 50 9 10 11 12 13 14 15
week 51 16 17 18 19 20 21 22
week 52 23 24 25 26 27 28 29
week 1 30 31

Translate

Subscrever newsletter

Estatísticas do site

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje205
mod_vvisit_counterOntem1270
mod_vvisit_counterEsta semana2541
mod_vvisit_counterSemana anterior8470
mod_vvisit_counterEste mês21134
mod_vvisit_counterMês anterior22882
mod_vvisit_counterTodos1377648

We have: 49 guests online
 , 
Today: Dez 19, 2018






Google Bookmarks RSS Feed 
Find us on Facebook
Find us on Facebook
Follow us on Twitter
Follow us on Youtube
Our Blog
Follow Us
Indianapolis Colts Authentic Jersey